Casa Pereira da Conceição

No numero 102 da Augusta rua que liga as duas grandes praças da capital, Rossio e Comercio, as montras cativam a atenção pelo requinte e exotismo dos artigos expostos, especialmente do aglomerado de leques, mas não só. E com tão eclético convite a entrar na loja  esta não desilude os curiosos que nela se aventuram. Faz parte das Lojas com História de Lisboa, e o seu caracter é reforçado pelas transformações e adaptações que presenciou.

De sapataria em 1870, já com o mobiliário cinzento estilo Luís XVI que se conhece nos dias de hoje, passou a uma confeitaria de luxo (confeitaria Lis), com forno na cave, para finalmente abrir as portas em 1933 como mercearia fina. Com quatro moinhos e duas balanças, tem nas suas gavetas, atrás dos balcões, chás e cafés de lotes que satisfazem o mais exigente paladar. Mas a oferta alarga-se a bules, cafeteiras, máquinas, louças e doces variados.

Quando a loja foi ampliada, bem visível no chão, a traça do mobiliário acrescentado manteve-se igual ao existente com as suas flores talhadas em madeira.

É uma loja que expressa bem a delicadeza das grandes cerimónias do chá.

É um lugar que uma vez visitado fica guardado como um dos locais de referência que apreciamos conhecer.

Ver Artigo Completo

2017-12-10T20:49:59+00:00